Sopa de cenoura, laranja e gengibre

Olá rainhas.

Na altura do frio, o quente de uma taça cheia de sopa, cai sempre bem. 
As sopas são um alimento indispensável ao equilíbrio alimentar. Elas
nutrem e trazem saúde, são ricas em vitaminas e minerais, antioxidantes e fibras. A variedade de sabores e o seu carácter nutricional fazem das sopas uma presença obrigatória na alimentação do ser humano. 
Enfim, perfeitos neste tempo frio para promover a saúde de todos.

Deixo-vos aqui uma das minhas combinações favoritas. Cenoura, abóbora, laranja e gengibre👌🥣

 

  • 1kg de cenouras
  • 500g de abóbora menina (ou outro tipo de abóbora)
  • 2 cebolas medias
  • 1 alho francês 
  • 2 dentes de alho (sem o gérmen) 
  • Sumo de 2 laranjas medias
  • Raspa de 1 laranja
  • Uma colher de chá de gengibre fresco ralado
  • Sal q.b
  • Azeite para refogar e para adicionar no final q.b

Começa por descascar as cebolas e os dentes de alho e leva ao lume com azeite para refogar. Juntas as cenouras previamente lavadas e descascadas ás rodelas e o sal. Deixa refogar cerca de 10 minutos. Enquanto está ao lume a refogar aquece água à parte para acrescentar ao refogado, (acrescentar água fria pára o processo de cozedura que já está a decorrer, e com água quente dá continuação à cozedura sem interrupção). Depois de acrescentar a água quente deixa levantar fervura e adiciona a abóbora e o gengibre. Quando vires que está tudo cozinhado, tira do lume deixa arrefecer 10 minutos e tritura tudo. Enquanto trituras acrescenta o sumo das laranjas, um fio de azeite e a raspa de laranja. Ajusta o sal caso seja necessário sem exagerar uma vez que  a sopa por si só é doce.  Agora é só servir  e comer. Eu gosto de acrescentar sementes de abóbora e um pouco de salsa picada apenas para guarnição. Acompanha com umas fatias de pão integral torrado e saboreia.

Sopa de cenoura, abóbora, laranja e gengibre.

 

Espero que gostem.

Beijinhos rainhas

O frio instalou-se! Escolher as frutas certas e da época.

Ola rainhas

O frio a sério já chegou e não se vai embora tão cedo.

As frutas, são dos alimentos que mais vitaminas e minerais contêm e, por isso é indispensável na nossa alimentação diária. Por esta altura do ano não temos tanta disponibilidade de frutas como na altura de maior calor, mas nem por isso devemos deixar de comer fruta.  Pessoalmente, no Inverno ou no Verão, nunca dispenso fruta.

como-consumir-diospiroTemos muitas opções disponíveis nos supermercados, mas devemos limitar-nos a escolher somente aquelas que são produzidas em abundância numa determinada época do ano. Frutas diferentes desenvolvem-se em épocas diferentes do ano porque têm características específicas, que se adaptam ou não a determinadas situações climáticas. Quando optamos por comprar frutas de época, temos alternativas mais saborosas e aromáticas. As frutas sazonais também têm maior valor nutricional. Não  é apenas o sabor das frutas da estação ser melhor que o das frutas produzidas fora de época: o valor nutricional de qualquer alimento muda significativamente de acordo com o Calendário sazonal.

Ao respeitares a sazonalidade das frutas garantes ainda uma alimentação mais segura no que respeita o meio ambiente. Optar por comprar frutas da estação é uma maneira de aplicar o consumo consciente a

o teu dia a dia, garantindo a Sustentabilidade da produção e tornando-a mais segura para o planeta.

O transporte de longas distâncias polui o ambiente e não favorece os agricultores portugueses.

Comer frutas da época também significa beneficiar o teu bolso. Como a produção de frutas na sua época de colheita, requer  menos interferências químicas e humanas para o desenvolvimento do produto, é natural que o seu valor final seja significativamente menor, quando comparado com o de frutas produzidas fora de época.

Reforço (o meu pedido) também na aposta da produção nacional. Escolhe sempre que possível, produto nacional.  Apoiar a produção nacional nas diversas áreas possibilita melhorar o nosso nível de vida, basta cada um de nós fazer a sua parte, além que são mais saborosas e contêm menos pesticidas e outros químicos do que aquelas de estufa ou que viajam longas distâncias para chegar até à vossa mesa.

Deixo-vos uma tabela com as indicações da época das frutas em Portugal, para assim ser mais fácil na altura que forem comprar.mw-1280.jpg

Boas compras e desfrutem de todo o sabor e dos benefícios que as frutas podem oferecer para a vossa saúde e da vossa família!

Já comeste fruta hoje?

Beijinhos rainhas❤

Batata doce ao pequeno-almoço

Bom dia rainhas

Desde pequena, fui habituada a comer batata doce de vez em quando ao pequeno almoço. A minha mãe fazia todos os Domingos, assada ou cozida. A batata doce é para mim, um dos alimentos mais nutritivos e versáteis que existe e que está sempre disponível todo o ano. 
Serve para preparar uma variedade infinita de pratos doces, salgados e todos de fácil preparação. 

As batatas doces são repletas de nutrientes  e carregada de benefícios para a nossa saúde.

Geralmente asso as batatas e como ainda quentes, com fruta e leite de amêndoa frio. Por vezes, como na foto em baixo, acrescento alguns frutos secos para ficar um pouco crocante.

 

img_20181010_102032

Alguns dos benefícios da batata doce

  • Controla os diabetes
  • Diminui o colesterol 
  • Possui fibras que ajudam no emagrecimento
  • Ajuda a manter uma pele saudável 
  • É um óptimo combustível para antes e depois dos treinos
  • Fortalece a imunidade, por ter uma boa quantidade de vitamina A
  • Favorece um bom funcionamento do sistema digestivo
  • Tem acção anti- inflamatória 

Na tabela de valor nutricional temos os principais componentes:

  • – Potássio;
  • – Sódio;
  • – Vitaminas A, C, B6, B12, D e E;
  • – Magnésio;
  • – Ferro;
  • – Cálcio;
  • – Fósforo;
  • – Zinco;
  • – Ácido Fólico;
  • – Ainda contém Fibras;
  • – Uma pequena quantidade de Proteína.

 

Já experimentaram comer batata doce ao pequeno almoço?

Beijinhos

Papas de Aveia: o pequeno-almoço nutricional.

Bom dia rainhas

 

Está oficialmente aberta a época das papas😉 Nesta altura do ano, gosto especialmente das papas de aveia! Aveia é muito versátil. Consegues fazer inúmeras receitas, só precisas de imaginação.  Vão do mais simples ao mais elaborado e todas nos confortam o corpo e a alma em época de frio! Hoje vou deixar-vos aqui dois exemplos de papas de aveia (o meu hidrato de carbono complexo mais interessante do ponto de vista nutricional). Gosto de comer papas de aveia, preferencialmente com fruta fresca, sementes ou frutos secos.

Para quem não sabe, a aveia é um dos alimentos mais aconselhados pelos nutricionistas. Bastam 3 colheres de sopa de aveia por dia (pequeno-almoço é o ideal) para controlar o colesterol e manter as taxas de açúcar no sangue dentro dos valores normais. Entre os seus benefícios destacam-se:

  • O bom funcionamento intestinal;
  • É uma excelente fonte de energia;
  • Ajuda na perda de peso, porque sacia durante mais tempo;
  • Diminui a absorção de gordura e açúcar;
  • Ajuda a reforçar o sistema imunológico e a combater infecções;
  • Combate a depressão por possuir magnésio e vitaminas do complexo B.

Por isso, experimentem esta receita simples de preparar e adaptem-na ao vosso gosto! A criatividade não tem limites! Um pacote de 500g custa menos de 1 euro e em algumas lojas até 1.19€. Como podes ver é um pequeno almoço, nutritivo, saudável, barato e que te vai render muito. O teu bolso agradece.

Ingredientes (para uma tigela):

— Três colheres de sopa de flocos de aveia;
— 180 a 200 mililitros de leite de amêndoa (opcional) ou água; A quantidade de leite ou água vai depender se queres mais grosso ou não;
— Uma colher de sobremesa de mel e um pau de canela

 

Preparação:

Leva ao lume um tacho com leite da tua escolha. Junta os flocos de aveia integral, o mel e a canela. Deixe ferver até cozer a aveia. Quando começar a ficar sem leite, desliga e serve para uma taça. Agora podes juntar manteiga de amendoim, frutos secos, sementes, fruta fresca, canela, maça, banana, cenoura ralada com passas ou bagas goji (o meu favorito) o que tu quiseres.

img_20181109_093624_8901img_20181023_104001

Bom pequeno almoço rainhas😘

PS: Algumas fotos já foram publicadas no meu Instagram.

A importância do pequeno-almoço, Parte:1

 

Olá minhas rainhas,

 

Já não postava aqui no blog, para vocês há dois meses. Agosto e Setembro foram um bocado doidos o que tornou difícil de me sentar e escrever-vos. Mas já cá estou😉

Hoje quero falar-vos da importância do pequeno-almoço, mas não quero deixar de salientar que não sou uma nutricionista qualificada. Sou no entanto muito entusiasta no que diz respeito à alimentação, à saúde e bem estar. Faço muita pesquisa, vejo inúmeros documentários, questiono, leio muito e vejo os resultados em primeira mão, no meu corpo e na minha saúde.

A minha ideia é querer despertar o bichinho,(leiam o meu post de Julho sobre a alimentação) suscitar curiosidade e vontade em vocês para quererem optar por uma vida mais saudável e não há nada melhor que começar logo pela manhã. O pequeno almoço do Mcdonald’s não conta.  É impressionante o que presencio pela manhã a caminho do trabalho. As pessoas dizem que não têm tempo de preparar e de tomar o pequeno-almoço em casa, mas perdem imenso tempo em filas de pastelarias e no Mcdonald’s. Sério!!!??

article_breakfast_survival_guide_illustration_04

 

Vou postar sobre a alimentação com mais frequência porque é muito importante para mim e acredito que deveria ser importante para todos. Por isso quero transmitir e partilhar com vocês este meu lado nutricionista😊

Nutrir de maneira correcta o nosso corpo deve ser uma prioridade nossa porque sem saúde não temos nada.  Não ter saúde significa muitas idas ao médico, idas ao hospitais e gastos desnecessários em medicamentos caríssimos.  Tudo isto na minha opinião pode e deve ser evitado.

A nutrição é um tema muito difícil de pesquisar porque existem muitas variáveis, que são ainda mais agravadas por diferenças individuais nos humanos. No meu entendimento actual e pelas minhas pesquisas parece haver mais benefícios em tomar o pequeno-almoço do que não, mas isso não significa necessariamente que não seja saudável saltar o pequeno almoço, desde que as exigências nutricionais sejam correspondidas em outras horas do dia e ao longo do mesmo.  Mas na realidade a grande maioria das pessoas que salta o pequeno-almoço, não cumpre as exigências nutricionais para um bom funcionamento do organismo e caem no padrão social de comer no trabalho, gastam mais dinheiro em comer fora, comem refeições maiores, estão sempre a petiscar, consomem mais álcool e comem mais comida de plástico e muita fast food. 

Quase tudo o que comemos é convertido pelo nosso corpo em glicose, que fornece a energia que o nosso cérebro precisa para ficar alerta. Quando estamos com pouca glicose, temos dificuldade em permanecer focados e a nossa atenção se desvia. Isso explica por que é difícil se concentrar com o estômago vazio.

Quando comes o teu pequeno-almoço, estás a dizer ao teu corpo que há muitas calorias para o dia que se segue. Quando saltas esta refeição a mensagem que o teu corpo está a receber é que ele precisa de conservar em vez de queimar as calorias recebidas. É um mecanismo de defesa que o nosso corpo tem. Provavelmente, o benefício mais atraente é que o pequeno-almoço impulsiona o teu metabolismo e, assim, ajuda a queimar mais calorias ao longo do dia.

4 Boas razões para tomares o pequeno-almoço:

  1. Repõe energia e nutrientes como vitaminas e minerais
  2. Aumenta o desempenho físico e intelectual
  3. Estimula hábitos alimentares saudáveis
  4. Ajuda na boa manutenção de um peso saudável

Comer um bom e saudável pequeno almoço, não precisa de ser complicado. Requer no entanto alguma criatividade, vontade, organização e uma boa gestão de tempo. Este deve ser completo e equilibrado, ajustado às tuas necessidades e sempre que possível variado.

bright-afro-american-a-woman-eating-strawberries_13339-92266

Idealmente deve ser constituído por:

  • Pão escuro ou de cereais, cereais integrais ricos em fibra (aveia, derivados de aveia, trigo, cevada…) que vão fornecer energia de forma sustentada ao longo da manhã. Os integrais têm maior quantidade de vitaminas e fibras, que actuam no bom funcionamento do intestino. Evita comer cereais industrializados. Menos saudáveis do que pretendem fazer crer, os cereais contêm açúcar em excesso. Lê os ingredientes.
  • Um lacticínio como iogurte natural, sem frutas ou cereais adicionados, porque contém muito açúcar. Kefir é uma boa opção e é rico em proteínas que vai contribuir para que te sintas saciada ao longo do dia.
  • Se como eu não bebes leite de origem animal, tens boas opções vegetais como o leite de arroz, aveia, coco e de amêndoa, este ultimo é uma boa fonte de vitamina B12.
  • Uma ou duas peças de fruta, fonte de energia, vitaminas, minerais e fibra, elas favorecem o bom funcionamento dos intestinos. Eu como sempre fruta ao pequeno almoço.
  • Uma fonte de gorduras saudáveis (nozes, sementes de girassol…). Que vão fornecer-te gorduras essenciais e vitaminas e vão ajudar a estabilizar os níveis de açúcar no sangue e deixar-te sem fome toda a manhã.

É fundamental criar este hábito matinal.

Já tomaram o pequeno-almoço hoje?😉

 

 

 

 

 

“Que seu remédio seja seu alimento e que seu alimento seja seu remédio”

 

Olá minhas rainhas 🙂

 

O título por si só faz muito sentido. Foi escrito pelo o que muitos consideram ser o “pai da medicina ocidental”  e grande filósofo grego, Hipócrates.

Hipócrates sabia que a alimentação correcta, tinha um papel muito importante na saúde e bem estar dum indivíduo.

 

É na alimentação que vamos buscar os nutrientes necessários para o bom funcionamento do nosso organismo. Muitos males podem ser evitados, simplesmente optando para uma alimentação mais correcta e mais viva.

Eu considero que o meu corpo é o meu templo e um templo é sagrado, tem que ser estimado e cuidado. Não foi tarefa fácil eu fazer o “desmame” das comidas que me acompanharam toda a minha vida.  Falo das bolachas, os cereais,  as gomas, os chocolates, as batatas fritas, os doritos, os queijos, o chouriço, o fiambre,  Macdonald´s, KFC, Pizza Hut, pizzas congeladas, comidas pré feitas e congeladas, os iogurtes, a  mayonese, enfim, muita coisa. Muita coisa mesmo.

A má alimentação infelizmente começa muito cedo na infância. É na infância que somos bombardeados constantemente com publicidade enganosa. Empresas gastam fortunas em publicidade e com celebridades, de modo a dar credibilidade aos seus produtos, para comida não saudável para crianças.  Um bom e recorrente exemplo, é a publicidade direccionada aos mais pequenos, nos intervalos dos desenhos animados da manhã. São os mesmos que estão estampados nas caixas dos cereais, oferta de bonecas e bonecos com refeições do McDonalds  ou chocolates da Kinder com oferta de mais bonecos. A lista é infindável.

As crianças e adultos nas zonas mais empobrecidas da cidade, estão 5 vezes mais expostas e consomem mais  fast food e take aways que os da classe média- alta. Considero um erro pensarem que comer saudável é mais caro, porque não é.  Não é tão conveniente apenas porque perde-se mais tempo  na preparação. Isso é verdade.

Como os maus hábitos alimentares se adquirem depressa, além das comidas enlatadas e processadas em Portugal, a fast-food,  veio substituir sorrateiramente a alimentação saudável pela qual Portugal é conhecido. A dieta mediterrânica. A dieta mediterrânica baseia-se no consumo de alimentos naturais e frescos como o peixe e marisco, leguminosas secas (feijão, grão, favas), pão de mistura, hortaliças, tubérculos, frutas e por fim, o azeite em quantidades moderadas. A favor da dieta, o consumo de carne vermelha era muito menor.

É imprescindível dar bons exemplos e ensinar ás crianças a comer mais saudável. Informá-los desde cedo, de onde a comida vem e como é preparada antes de chegar aos pratos. Sei que é difícil num mundo sobrecarregado de  informação visual juntamente com a correria do dia a dia e a falta de tempo. O excesso de peso e a obesidade, deixou de ser só uma coisa dos Estados Unidos. Ela está aqui e é uma realidade. Olha à tua volta.

O exercício também é fundamental.  É necessário uma boa dose de força de vontade, encontrar um equilíbrio fazendo o que gostas e uma boa gestão do teu tempo. Isso já é meio caminho andado.

Porém com tanta informação disponível e ao alcance de todos em pleno 2018, as pessoas continuam a comer o que aos poucos lhes está a matar. O veneno da comida processada e industrializada carregadas com o pior veneno de todos. O açúcar!

Plos-Biology-Nascosti-i-dati-sui-danni-che-gli-zuccheri-causano-al-cuore_articleimage

Porque é que deves evitar comer comida processada

 

  • Comida processada está ligada a muitas doenças: doenças cardiovasculares, alérgicas, degenerativas crónicas (como o cancro), obesidade, entre outras.
  • Comida processada contem muito açúcar: ao longo dos anos tem-se tornado mais evidente que o açúcar está presente e em quantidades astronómicas, em toda a comida processada. Com isso estamos mais expostos a mais doenças. Reduz o consumo do açúcar na tua alimentação e quando digo açúcar digo adoçantes artificiais também.
  • Comidas processadas contém demasiada gordura (a que faz mal): gorduras saudáveis dos frutos secos, sementes e abacates, são óptimos para o teu corpo, mas comidas processadas contém gorduras refinadas transgénicas. Gorduras transgénicas estão interligadas com doenças de coração, colesterol alto e diabetes.
  • Comidas processadas tornam-te depressiva e tiram-te a concentração: toda essa gordura, açúcar e sal, estão a tornar o teu corpo muito infeliz. Cura o teu corpo com comida viva e verdadeira...
  • Comida processada contém corantes, aditivos e ingredientes artificiais
  • Comida processada tem pouca ou nenhuma fibra
  • Comida processada é viciante e dá vontade de comer mais comida processada
  • Comida processada esta carregada de OGM: organismos geneticamente modificados como o milho, soja, canola, semente de algodão (óleo) são quase sempre encontrados nas comidas industrializadas. OGM contribui para um impacto negativo na nossa saúde.
  • Comida processada tem baixo valor nutricional
  • Comida processada faz mal à tua pele e ao teu hálito
  • Comida processada é mais cara. Faz as contas

 

Não vou dizer que é fácil porque não é. Tens de reajustar o teu paladar e reaprender a comer e a cozinhar. Mas vale a pena. Deves ao teu corpo, deves á tua boa saúde que pelo menos tentes. Gosto da ideia de chegar á velhice com boa saude.  Eu deixei de comer carne, derivados de animal e qualquer tipo de comida processada e industrializada.  Posso dizer-vos que passo mais tempo na cozinha mas é uma sensação maravilhosa saber o que estou a comer.

Não sou licenciada em nutrição e bem estar mas leio muito e pesquiso muito e posso garantir-vos que iram notar diferenças no vosso bem estar em geral. Diferenças sãs e positivas. Isso irá ser a vossa motivação e determinação para tomarem as decisões mais acertadas com benefícios a longo prazo.

O meu desafio para vocês rainhas. Cuidar do vosso templo. Melhorem a vossa alimentação. Tomem a decisão de ser saudável. Pensem no futuro a longo prazo.

descasque-mais

 

Beijos rainhas.


 

A importância das frutas na nossa alimentação.

Olá minhas rainhas 🙂

Que dia (bafo) maravilhoso  😉

Com o sol apetece comer mais fruta, principalmente se estiver fresca. Comigo é assim. Já viram o meu prato? 😉 Este foi o meu lanche. Como já vos tinha dito num outro post,  a fruta é essencialmente constituída por água, de 90 a 95%. É um snack maravilhoso, ajudando-te a perder peso e é fácil de preparar para comer. Além disso o facto de ser barata vai ajudar-te nas contas do mês.

20150216_221114

Já fizestes as contas de quanto é um bolo e um Compal, por exemplo, todos os dias durante um mês? 75€ a 80€. É muito não é?  Com menos de metade consegues ter fruta da época (que é mais barata e saborosa) todos os dias da semana.  Faz-te melhor que um bolo e Coca-Cola ou uma tosta mista e um leite Ucal a meio da tarde.

Se ainda te custa trocar os bolos por frutas, (sei que não é fácil) faz um meio termo. Hoje lanchas fruta, amanhã um bolo, até criares este hábito saudável de comeres fruta todos os dias.

Eu adoro bolos e sou uma gulosa;) mas tento limitar-me a comê-los no meu dia de folga.

 

Beijinhos saudáveis 😉